A Importância das Pequenas Empresas para o país

Entrevista concedida pelo CEO da Bit Partner, Sidney Cohen, ao PME NEWS, edição de Abril-2019 – Tema: “A Importância das Pequenas Empresas para o país”.

Fonte original

 

PME NEWS – Qual a diferença de MEI, Microempresa, Pequena empresa e Startup?

Sidney Cohen

Micro Empreendedor Individual (MEI)

É um pequeno empresário optante pelo Simples Nacional, com um valor máximo de faturamento anual de R$ 81.000,00 e não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular, além de ter apenas um empregado.

Micro Empresa

É uma empresa de pequeno porte. Como forma de tributação deve optar entre o Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido e deve ter um valor máximo de faturamento anual de R$ 360.000,00.

Pequena Empresa

Assim como no caso da Micro Empresa, deve optar entre o Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido como tributação e ter um limite de faturamento anual de R$ 4,8 milhões.

Startup

A startup possui um modelo de negócio diferente. Nas empresas tradicionais, o controle da empresa fica nas mãos dos sócios. No caso das startups, os executivos buscam o apoio de investimentos externos e  em troca, na maioria das vezes, os investidores passam a ter a participação nos lucros e do  controle da empresa.

PME NEWS – Quais os principais desafios para as pequenas empresas?

Sidney Cohen

Independente do porte das empresas, a gestão é o maior desafio de todos. Tradicionalmente as pequenas empresas possuem uma carência maior, devido a sua infraestrutura e, em boa parte, pelo modelo amador como ela é feita. Mas o mercado já entende que é preciso investir em ações de melhorias contínuas e se prevenir quanto a ações externas, como, por exemplo, promovidas pela concorrência, crise, dentre outras. Para algumas empresas, mesmo com modelo de gestão bem definido, não obtém resultados esperados, em muitos casos, devido à falta de liderança de seu gestor.

PME NEWS – Qual o papel da tecnologia no apoio às pequenas empresas?

Sidney Cohen

A tecnologia está presente em praticamente todas as etapas do processo de uma empresa: do operacional ao estratégico. E para as pequenas empresas que possuem uma estrutura limitada, o apoio à gestão é evidente. Mas é bom lembrar que apesar de vivenciarmos a era da transformação digital, por mais automatizado que seja o processo, as empresas precisam de uma ação direta das pessoas para fazer acontecer. A tecnologia deve ser usada como meio e não fim.

PME NEWS – Qual o peso das micro e pequenas empresas para a empregabilidade?

Sidney Cohen

Aponto dois estudos do Sebrae que refletem bem esse tema.  Um de 2016, sobre as micro e pequenas empresas que possuíam, na época, mais da metade dos empregados com carteira assinada (52% do total). E outro de 2017 com destaque para 1,4 milhão de brasileiros que conquistaram o primeiro emprego, 755 mil (55%) usaram as micro e pequenas empresas como porta de entrada. Além da importância ao ingresso ao mercado de trabalho, as empresas de pequeno porte servem de plataforma de projeção na carreira profissional.

PME NEWS – Qual o perfil de pequenas empresas se destacará este ano?

Sidney Cohen

Impulsionado pela retomada do crescimento, o Sebrae divulgou o Relatório de Atividades Promissoras para 2019, com destaque para as pequenas empresas prestadoras de serviços que se beneficiarão esse ano, principalmente as que atuarem nas áreas de transporte, saúde, educação e alimentação. E também, outras que realizarem serviços específicos, a exemplo do atendimento ao cuidado aos idosos, produção de conteúdo para internet e serviços para o setor agropecuário (estimulados pela safra agrícola de 238 milhões toneladas de grãos previstas para o ano). Outro dado importante é a Lei Geral de Proteção de Dados que entrará em vigor em 2020, mas que já mobiliza algumas empresas para atender a demanda, a exemplo, de empresas especializadas em segurança digital e escritórios de advocacia especializados na área digital.

PME NEWS – Que dicas você dá aos Pequenos Empresários?

Sidney Cohen

Olhe para dentro da sua empresa e pense fora dela. Repita os acertos e aprenda com os erros. Estude bem o seu concorrente, atue onde ele não está, faça o que ele não faz. Conheça bem o seu cliente, foque na fidelização. Revise a cada seis meses seu planejamento, estude o mercado SEMPRE!