condomínios litorâneos férias

Condomínios litorâneos: como se preparar para o período de férias

O verão traz inúmeros desafios para os síndicos de condomínios litorâneos, já que esses condomínios costumam receber até 3x mais pessoas no verão em comparação ao resto do ano. Muitas dessas pessoas são turistas em férias de verão que locam apartamentos de temporada.

Cuidar bem dos turistas causa boa impressão e fará com que ele retorne. Ao mesmo tempo, tem que garantir a segurança e os cuidados ao patrimônio.

Desse modo, o síndico tem que se preparar muito bem para que esse período não traga problemas para sua gestão.

Confira nossa matéria com algumas dicas e considerações que podem ajudar na gestão desses condomínios no verão.

Planejamento para os condomínios litorâneos

O planejamento para esse período deve começar no ano anterior quando o condomínio faz sua previsão orçamentária (link da matéria), pois deve ser incluso gastos para adequar o condomínio a esse período (por exemplo a contratação de caminhão pipa para o abastecimento, sabido que além do aumento de pessoas circulando o verão é seco e costuma faltar água).

Outro ponto importante é deixar em dia todas as manutenções preventivas e fazer revisão dos equipamentos utilizados nas áreas comuns para que nada pare de funcionar nesse período afim de evitar problemas de convívio social.

A equipe que trabalhará no condomínio no período também deve ser treinada pensando em oferecer segurança e comodidade para os moradores e locatários, mas sempre lembrando que não devem fazer funções diferentes de sua contratação original, ocasionadas pela correria e excesso de trabalho que a época traz.

Controle de visitas e locatários

Talvez o mais importante seja esse item, pois trata da segurança da equipe, do condomínio, dos moradores e dos locatários.

Deve ter um controle rígido de visitas nessa época! Os moradores devem avisar a portaria e informar nome e documento de quem vem até o prédio para ser feita a conferência.

No caso dos locatários, o proprietário deve informar também ao zelador o nome, documento, carro e quantos dias ficará no prédio.

Regras e regimento interno

As regras de um condomínio na praia são as mesmas de um condomínio na cidade, dentre elas podemos citar:

Respeitar a lei do silêncio, regras e horários de uso de áreas comuns, autorização ou não de visitantes nas áreas comuns, descarte de lixo, regras para pets, dentre inúmeras outras.

Todas essas regras estão dispostas no Regimento Interno do condomínio, que deve estar acessível a todos os proprietários e moradores.

A única diferença é que para os condomínios litorâneos que permitam alugueis de temporada é que, no regimento interno, também precisam ter definidas as regras de uso do condomínio por esses locatários (que também precisam ter acesso a esse documento).

Algumas recomendações que podemos dar e questionamentos que podemos fazer para a gestão ter tudo sob controle e não ter problemas, tanto de convívio, quanto de multas e advertências são:

  • O proprietário precisa estar ciente que ele é responsável pelo locatário caso ocorra qualquer problema;
  • Os locatários poderão usar as áreas comuns, como churrasqueira e piscina? Quais as regras para isso?
  • Os locatários poderão levar visitantes para o condomínio?
  • Deve haver regras para banhistas, como uso apenas do elevador de serviço caso estejam usando trajes de banho, molhados ou sujos de areia;
  • A portaria deve considerar a instalação de uma torneira para limpeza dos pés de quem chega da praia;
  • Os locatários poderão trazer seus pets?

Com tudo isso em mente, com um Regimento Interno completo, bem detalhado e que seja cumprido, o síndico pode ficar tranquilo e seguro nesse período!

Assine a Newsletter UnionData Gratuitamente

E fique por dentro do universo da gestão de condomínios e do mercado imobiliário. Receba no seu e-mail artigos, dicas e notícias que são do seu interesse!

5 + 12 =

Leia também…

Estratégias proativas para a manutenção de condomínios 

Estratégias proativas para a manutenção de condomínios 

A manutenção de condomínios é um aspecto crítico da gestão imobiliária que demanda atenção contínua e estratégica. Para síndicos e administradoras, adotar uma abordagem proativa não só ajuda a preservar e aumentar o valor do imóvel, mas também assegura a segurança e o...

ler mais
Share This