janeiro branco

Janeiro Branco: a atenção plena nos condomínios faz a diferença

Certamente você já conhece o Setembro Amarelo, Outubro Rosa ou até mesmo o Novembro Azul, mas já ouviu falar sobre o Janeiro Branco? Iniciada em 2014 pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão Pires Rezende, a campanha brasileira visa alertar a população sobre a saúde mental em suas vidas e abrir discussões sobre meios de prevenção de doenças provenientes do estresse e da falta de estabilidade psicológica. A escolha do mês, o primeiro do ano, está ligada à questão cultural do nosso país em que as pessoas estão mais propensas a pensar em suas vidas, suas relações, suas emoções e em seus sentidos existenciais.

O Brasil é o segundo país das Américas com maior número de pessoas depressivas, equivalente a 5,8% da população, atrás dos Estados Unidos, com 5,9%, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). A depressão é uma doença que afeta 4,4% da população mundial. O Brasil é ainda o país com maior prevalência de ansiedade no mundo (9,3%).

O adoecimento mental pode acontecer de diversas formas – não existe uma única forma de contração – portanto é de suma importância manter a saúde mental em dia, seja por meio de autovalorização, da adoção de uma dieta saudável e balanceada, da prática de esportes e atividades físicas ou até mesmo por meio de uma rotina de sono regular. Algumas das doenças mentais mais comuns incluem depressão, transtornos de ansiedade, transtornos alimentares e transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). A depressão é uma das doenças mais comumente diagnosticadas no mundo, com mais de 300 milhões de pessoas afetadas por ela todos os anos. Os distúrbios de ansiedade também são muito comuns e são estimados entre as 10 principais causas de incapacidade em todo o mundo.

Vida em condomínio e a preocupação com o tema central do Janeiro Branco

Em condomínios, a maior proximidade entre os moradores e as utilizações das áreas comuns pode afetar positiva ou negativamente a condição psicológica de cada um. Por isso é necessário que cada um busque ser mais sensato, mas principalmente mais sensível com os sentimentos do outro. Os cuidados com as áreas comuns e a observação equilibrada do Regulamento Interno devem estar na pauta do dia a dia.

As mesmas áreas comuns, no entanto, podem servir aos moradores como locais de lazer, atividades físicas e relaxamento – fatores preponderantes para a saúde mental. As mesmas áreas comuns, entretanto, devem servir aos residentes como lugares de lazer, atividades físicas e de relaxamento – fatores importantes para a saúde mental. Toda a comunidade deve estar envolvida em seus cuidados e manutenção, pois eles são lugares de socialização que podem contribuir para o desenvolvimento das habilidades de cidadania entre os moradores.

A Fiocruz lançou uma série de cartilhas (https://agencia.fiocruz.br/cartilhas-reunem-recomendacoes-em-saude-mental-na-pandemia) com recomendações para o enfrentamento dos desafios da saúde mental que podem servir de referência para campanhas do Janeiro Branco em condomínios. Aqui estão algumas indicações:

  • Reconhecer e acolher os seus receios e medos, procurando outras pessoas de confiança para conversar;
  • Retomar estratégias e ferramentas de cuidado que tenham sido usadas em momentos de crise ou sofrimento e ações que trouxeram sensação de maior estabilidade emocional;
  • Investir em exercícios e ações que auxiliem na redução do nível de estresse agudo, entre os quais meditação, leitura, exercícios de respiração, artesanato;
  • Estimular ações compartilhadas de cuidado, evocando a sensação de pertencimento social, como as ações solidárias e de cuidado familiar e comunitário.
  • Manter ativa a rede socioafetiva, estabelecendo contato, mesmo que virtual, com familiares, amigos e colegas. ;
  • Evitar o uso do cigarro, álcool ou outras drogas para lidar com as emoções;
  • Buscar um profissional de saúde quando as estratégias utilizadas não estiverem sendo suficientes para sua estabilização emocional.

Com é bastante comum, nos encontramos atolados de trabalhos, problemas interpessoais e responsabilidades para resolver, acabamos nos esquecendo que a nossa maior prioridade somos nós mesmos. Por isso, a UnionData realizou uma parceria com a Bem Estar Place, uma rede de profissionais da psicologia e nutrologia para melhor auxílio e manutenção da sua saúde física e mental, seja por meio de consultas presenciais ou online. A busca e as consultas podem ser feitas diretamente no site bemestarplace.com.br.

Todos os moradores clientes das Administradoras que utilizam os sistemas Uniondata recebem um desconto de 10% na primeira consulta e mais 5% nas demais consultas, quando necessárias. Aproveite para você ou para seus familiares e amigos. Para resgatar seu benefício, acesse a página do programa de parcerias da UnionData: UDcomVC.

Assine a Newsletter UnionData Gratuitamente

E fique por dentro do universo da gestão de condomínios e do mercado imobiliário. Receba no seu e-mail artigos, dicas e notícias que são do seu interesse!

14 + 12 =

Leia também…

Estratégias proativas para a manutenção de condomínios 

Estratégias proativas para a manutenção de condomínios 

A manutenção de condomínios é um aspecto crítico da gestão imobiliária que demanda atenção contínua e estratégica. Para síndicos e administradoras, adotar uma abordagem proativa não só ajuda a preservar e aumentar o valor do imóvel, mas também assegura a segurança e o...

ler mais
Share This