lei inquilinato condomínio

Lei do inquilinato em condomínio: entenda seus direitos e deveres

A Lei do Inquilinato em condomínio é um assunto que muitas vezes causa dúvidas e incertezas entre todas as partes envolvidas, sejam os proprietários de imóveis, os inquilinos, síndicos e até demais moradores do conjunto residencial.

Neste artigo vamos detalhar o que diz a lei e trazer informações e dicas que esclareçam as dúvidas mais frequentes sobre o tema.

O que é a Lei do Inquilinato?

A Lei do Inquilinato (Lei nº 8.245/91) é o conjunto de normas que regulamenta as relações entre locador (proprietário) e locatário (inquilino). Ela estabelece direitos e deveres para ambas as partes, além de definir regras para a rescisão do contrato de aluguel.

Como a Lei do Inquilinato se aplica ao condomínio?

No condomínio, a Lei do Inquilinato se aplica de forma específica, pois envolve não apenas a relação entre locador e locatário, mas também a relação do inquilino com o condomínio e com os demais moradores. Dentre as principais regras, destacam-se:

São de responsabilidade do inquilino todas as despesas ordinárias do condomínio, ou seja, de manutenção, como:

  • Salários e encargos trabalhistas dos funcionários; Limpeza, conservação e pintura das instalações e dependências de uso comum; Consumo de água, luz, esgoto;
  • Manutenções diversas (exceto Obras de manutenção): conservação dos jardins e conservação de equipamentos, como: elevadores, bombas hidráulicas, interfones, portões, segurança, etc.;
  • Reposição do fundo de reserva, total ou parcialmente utilizado no custeio ou complementação das despesas referidas nas alíneas anteriores, salvo se referentes ao período anterior ao início da locação;
  • Seguro condominial

São de são de responsabilidade do proprietário as despesas extraordinárias, como:

  • Obras de reformas de melhorias, Obras de manutenção, Pintura da fachada, Indenizações trabalhistas anteriores à locação; Compra e instalação de equipamentos em geral; Decoração e paisagismo nas áreas comuns e Fundo de reserva (a não ser que tenha sido gasto em despesas ordinárias, e durante o período de locação).

Também, pode-se acrescentar:

  • O inquilino deve respeitar as regras do condomínio, incluindo normas de convivência e horários de silêncio;
  • O inquilino pode participar das assembleias de condomínio, mas não tem direito a voto. Exceto se for designado como Procurador do Proprietário.

Para quem pretende alugar seu imóvel, é importante estar atento a algumas dicas que podem ajudar a evitar problemas e garantir uma locação tranquila, sempre com base nas premissas da lei do inquilinato aplicadas ao condomínio. Confira:

Conheça as regras do condomínio

Antes de alugar seu imóvel, é importante conhecer as regras do condomínio e informá-las ao locatário. Alguns condomínios possuem normas específicas sobre o uso das áreas comuns, como piscina e churrasqueira, por exemplo. Além disso, é necessário saber sobre as regras de convivência e horários permitidos para realização de festas e eventos.

Faça um contrato de locação

O contrato de locação é fundamental para estabelecer as regras e obrigações de ambas as partes envolvidas na locação. O documento deve conter informações como valor do aluguel, prazo da locação, forma de pagamento, multas por atraso e demais cláusulas que sejam importantes para ambas as partes.

Esteja ciente das taxas do condomínio

O locador deve informar ao locatário sobre as taxas condominiais que serão de responsabilidade do inquilino. É importante esclarecer quais taxas serão cobradas, como a taxa de água, gás e energia elétrica, por exemplo, e incluí-las no contrato de locação.

Garanta a segurança do seu imóvel

É importante deixar claro para o locatário a responsabilidade pela segurança do imóvel. Isso inclui cuidados como fechar portas e janelas ao sair, manter a chave da porta em local seguro e não permitir a entrada de pessoas desconhecidas no prédio.

Ao seguir essas dicas, você poderá alugar seu imóvel em condomínio com mais segurança e tranquilidade. Lembre-se sempre de buscar informações atualizadas sobre a Lei do Inquilinato e as regras do condomínio para evitar problemas futuros.

Assine a Newsletter UnionData Gratuitamente

E fique por dentro do universo da gestão de condomínios e do mercado imobiliário. Receba no seu e-mail artigos, dicas e notícias que são do seu interesse!

9 + 12 =

Leia também…

Share This