previsão orçamentária do condomínio

Previsão orçamentária do condomínio: tudo que você precisa saber

De acordo com o Artigo nº 1348 do Código Civil é de obrigatoriedade do síndico realizar a previsão orçamentária do condomínio. Mas você sabe o que é essa previsão e o que precisa conter nela? Essa matéria vai explicar tudo! Confira!

O que é a previsão orçamentária do condomínio?

Quando se trata de gerenciar um condomínio, a contabilidade pode ser a parte mais complicada. Mas estamos aqui para descomplicar!

A previsão orçamentária do condomínio nada mais é que o planejamento financeiro para o próximo ano, e serve de base para as finanças e também para estipular valores de taxas condominiais no ano seguinte. Por esse motivo, deve ser feita com muita cautela pensando em todos os detalhes para o síndico não ter problemas futuros.

Seu objetivo secundário é a valorização do imóvel e a melhoria da vida em comunidade.

Por onde começar a previsão orçamentária do condomínio?

O primeiro passo para realizar a previsão orçamentária do condomínio é a administradora encaminhar os dados e histórico financeiro de pelo menos 12 meses, porém o ideal é fazer a análise de acordo com 24 meses.

Quais demonstrativos deve conter na previsão orçamentária?

Para facilitar o entendimento do documento, e também para a análise ser feita de maneira mais minuciosa, recomenda-se fazer uma divisão de categorias de acordo com que o síndico julgar melhor para a realidade do seu condomínio, porém alguns itens precisam estar presentes, como:

  1. Folha de pagamento dos funcionários: normalmente esse item é um dos maiores investimentos do condomínio e deve ter sua importância notada. É imprescindível também considerar férias, horas extras etc.;
  2. Manutenção e conservação: aqui entra os gastos mensais de manutenção do condomínio como, por exemplo, de elevadores. Também devem ser considerados gastos periódicos, como manutenção de extintores de incêndio, para-raios etc.;
  3. Nesses casos recomenda-se realizar uma pesquisa de mercado para avaliar se o condomínio está pagando um valor atualizado pelo serviço;
  4. Contas de consumo: água, gás, energia etc. Deve-se levar em consideração a particularidade de cada época do ano em cada conta. No verão, por exemplo, a conta de água costuma ser mais cara;
  5. Benfeitorias: planejar e obter 3 orçamentos das benfeitorias propostas para o ano seguinte;
  6. Despesas administrativas: a isenção ou não do síndico no pagamento das taxas condominiais. Pode parecer insignificante, porém o valor no ano todo pode ser crucial para o orçamento;
  7. Materiais de consumo: para uso administrativo e uso diário do condomínio. É necessário ter 3 orçamentos de diferentes fornecedores;
  8. Fundo reserva: se é permitido pela convenção do condomínio, é uma boa maneira de evitar surpresas e gastos não planejados. Estima-se deixar um fundo de 4 a 5%.

Projeções para o ano seguinte

Para fazer algo fidedigno e viável, além das análises e médias deve-se fazer projeções do índice de correção utilizado nos contratos, que normalmente é o IGPM. Para os salários dos funcionários, essa projeção é feita conforme o que os sindicatos estão acordando.

Além disso precisa-se considerar os condôminos inadimplentes, para que eles não impactem nas contas do próximo ano. Desse modo, fica evidente como a inadimplência deve ser lidada no dia a dia para que não prejudique o orçamento do condomínio, mas isso é conversa para outro dia.

Orçamento pronto, e agora?

Após a previsão orçamentária do condomínio ficar pronta, é dever do síndico apresentá-la aos moradores por meio de uma assembleia geral, ordinária ou extraordinária (depende da urgência em aprovar o orçamento).

Geralmente, essa assembleia é realizada no final do ano com o orçamento para o ano seguinte, mas dependendo da convenção do condomínio pode ser realizada no ano para qual o orçamento irá valer, normalmente ocorrendo de janeiro a março.

Para essa apresentação em assembleia o síndico precisa estar preparado para as perguntas e questionamentos que os condôminos apresentem, e também precisa ter ideias para mudança no orçamento caso necessário. Para a previsão orçamentária do condomínio ser aprovada é necessário a maioria simples de votos a favor durante a assembleia.

Leve mais tecnologia para facilitar a previsão orçamentária para o seu condomínio

Os sistemas Uniondata, Condominium e CondoNow, realizam a previsão orçamentária do seu condomínio de forma automática, considerando os ajustes que o síndico e a administradora precisam fazer. Peça já uma demonstração.

Assine a Newsletter UnionData Gratuitamente

E fique por dentro do universo da gestão de condomínios e do mercado imobiliário. Receba no seu e-mail artigos, dicas e notícias que são do seu interesse!

12 + 10 =

Leia também…

Estratégias proativas para a manutenção de condomínios 

Estratégias proativas para a manutenção de condomínios 

A manutenção de condomínios é um aspecto crítico da gestão imobiliária que demanda atenção contínua e estratégica. Para síndicos e administradoras, adotar uma abordagem proativa não só ajuda a preservar e aumentar o valor do imóvel, mas também assegura a segurança e o...

ler mais
Share This