Qual a responsabilidade do condômino na segurança patrimonial?

Qual a responsabilidade do condômino na segurança patrimonial?

A segurança patrimonial dos condomínios é uma questão extremamente importante e deve ser levada em consideração pela administração, moradores e colaboradores. Afinal, todos os riscos aos quais esses locais estão expostos envolvem o patrimônio e também as pessoas que ali estão.

De acordo com o Código Civil, a responsabilidade pela conservação e segurança nas áreas comuns do condomínio é do síndico, no entanto, os condôminos também precisam cumprir obrigações que evitem problemas de segurança, algo que irá ajudar o trabalho do porteiro e evitar situações de perigo.

Principais obrigações dos condôminos quanto à segurança patrimonial

Os cuidados por parte dos condôminos devem envolver as movimentações nas áreas do condomínio. Entre as principais medidas que cada morador deve seguir, estão os cuidados quanto a entrada e saída de pessoas no local, nesse caso é responsabilidade dos moradores:

• Identificar-se corretamente em sua entrada e saída do residencial;

• Anunciar à portaria o recebimento de encomendas e refeições;

• Avisar com antecedência sobre a presença de visitantes e o cadastramento de diaristas, prestadores de serviço, babás, entre outros;

• Orientar sobre a necessidade de apresentação de documento de identificação todas as pessoas que deverão acessar o condomínio para visitas ou prestação de serviço;

• Não autorizar o acesso de estranhos como vendedores ou demais pessoas que não tenham sido apresentadas previamente.

Cuidados com a movimentação dentro do condomínio

Quando acessar a garagem do condomínio, os moradores devem estar atentos a qualquer movimentação estranha e se não há nenhum desconhecido suspeito por perto. Para evitar problemas de roubo, é importante não deixar objetos dentro do veículo ao deixá-lo estacionado.

Moradores que residem no 1.º e 2.º andares devem ter um cuidado a mais com relação a varandas e áreas de acesso mais facilitado, que não têm a altura como empecilho.

Outro compromisso que precisa ser cumprido pelos condôminos é informar o síndico a respeito de atitudes irresponsáveis da parte do porteiro, que possam prejudicar a segurança do condomínio.

Geralmente esses profissionais são de confiança e trabalham para empresas terceirizadas de segurança, que propõem um trabalho eficiente e responsável. No entanto, exceções podem acontecer.

Portaria e moradores devem agir em conjunto

O síndico é responsável pela contratação de empresa de segurança terceirizada que ofereça os serviços de vigilância do condomínio.

O porteiro precisa ser treinado e, apesar de não ser permitido que ele use arma de fogo, esse profissional tem a função de inibir assaltos e furtos e avisar a polícia sobre ocorrências suspeitas ou situações de risco eminente.

O trabalho da portaria é muito importante para a segurança do condomínio, mas é essencial que os moradores sejam aliados desse tipo de serviço, seguindo as regras do residencial e fazendo o possível para que o acesso ao local seja feito somente pelas pessoas que não apresentam nenhum tipo de risco.

É válido lembrar que, por mais que costume ser mais seguro morar em apartamentos do que em casas, ainda assim há muitas ocorrências de roubos e assaltos em condomínios. Além disso é muito comum que os assaltantes se passem por moradores, prestadores de serviço ou pessoas da família e por esse motivo, é preciso adotar medidas suficientes para evitar que essas estratégias sejam bem sucedidas.

Com serviços profissionais eficientes e a colaboração dos moradores, fica muito mais fácil manter a segurança patrimonial e de todos os moradores e funcionários do condomínio.

Para essas e outras questões importantes para o bom funcionamento de um condomínio, oferecemos serviços de softwares de administração condominial, apresentando as melhores soluções para facilitar o trabalho da administração e garantir a segurança e o bem-estar dos condôminos. Entre em contato com nossos consultores e saiba mais sobre nossos serviços!