barulho condomínio

Reduza os conflitos sobre barulho no condomínio

Reclamações de barulho no condomínio geram conflitos e desgastes entre os moradores, sendo uma das maiores dores de cabeça dos síndicos. Veja nosso artigo com dicas importantes para tratar esse problema.

Uma das mais frequentes discussões em condomínios é sobre o incomodo do barulho causado por vizinhos. Música alta, uso de ferramentas, som da máquina de lavar e até mesmo uma reunião entre amigos é motivo para deixar os síndicos de orelha quente. No entanto, qual a solução razoável para diminuir os conflitos?

O barulho no condomínio deve seguir a legislação vigente

A primeira diretriz eficiente é seguir a legislação. Ou seja, já temos algumas regras para o barulho. Ninguém deve iniciar uma obra antes das 8h da manhã ou estender aquela festa barulhenta até muito mais do que 22h. Mas, mesmo que a legislação nos oriente sobre os horários permitidos para fazer barulho, ela não determina quais tipos de barulhos devem ser evitados antes das 8h e depois das 22h.

Diante desse cenário, uma boa solução é listar os principais sons a serem evitados. Claro, não estamos falando das situações óbvias, mas estamos falando de situações como o uso da máquina de lavar roupa de madrugada. Como este eletrodoméstico normalmente fica localizado próximo a janela, pode haver vazamento de som e acabar incomodando os vizinhos. Se podemos deixar para lavar as roupas pela manhã, por que não ser legal com o vizinho e evitar o barulho?

Respeito e bom sendo ajudam a evitar problemas

Outro ponto importante que exige atenção do síndico é com relação a perturbar o sossego dos demais moradores. Existem muitas pessoas que trabalham durante a noite e necessitam dormir durante o dia e não pode ter o seu direito de sossego suprimido apenas porque todo barulho é permitido das 8h às 22h.

Mesmo que esteja descrito nas regras do condomínio as situações permitidas e não permitidas, lidar com a questão do barulho é uma situação muito delicada para o administrador porque não envolve as áreas comuns ao condomínio. Dessa forma, é necessário contar com o “bom senso” de todos os moradores, o que nem sempre acontece.

Assim, uma forma bastante eficiente de lidar com esses conflitos e diminuir as reclamações é realizar periodicamente campanhas educativas sobre as diversas situações incomodas que o barulho pode trazer para vida de uma pessoa. Estimule seus condôminos a se colocarem no lugar do outro para entender o quanto seu barulho pode ser inconveniente.

Assine a Newsletter UnionData Gratuitamente

E fique por dentro do universo da gestão de condomínios e do mercado imobiliário. Receba no seu e-mail artigos, dicas e notícias que são do seu interesse!

9 + 15 =

Leia também…

O papel de uma garantidora de condomínio

O papel de uma garantidora de condomínio

A administração de um condomínio é uma tarefa complexa que envolve diversas responsabilidades financeiras e organizacionais, e um dos desafios enfrentados pelos síndicos e administradoras é a inadimplência da taxa condominial, que pode comprometer a saúde financeira...

ler mais
Conselho fiscal do condomínio: como organizar

Conselho fiscal do condomínio: como organizar

A gestão de um condomínio envolve diversas responsabilidades, desde a manutenção das áreas comuns até a administração financeira. Uma das ferramentas mais importantes para garantir a transparência e a eficiência na gestão dos recursos financeiros do condomínio é o...

ler mais
Share This